Posts tagged ‘curriculo’

MODELO DE CURRÍCULO EM T.I

curiosidades-cv[1]
Apoio: http://compre.vc/v2/760e75f4

Para ter um currículo devidamente elaborado para a área de Tecnologia da Informação, é indicado que o profissional destaque sua experiência em ferramentas e linguagens técnicas, desenvolvimento de sistemas e aplicações, codificação de programas e implantação de projetos, desde aplicativos básicos aos específicos. Tais conhecimentos tornarão o currículo mais atrativo e focado na área de interesse.

Clique aqui e baixe um modelo de CV para esta área, e quando estiver pronto, não se esqueça de buscar oportunidades de vagas em TI aqui!

Fonte: http://www.catho.com.br

Sucesso em seus negócios,

Anúncios

21/04/2012 at 20:50 Deixe um comentário

CANSADO DE PROCURAR VAGAS DE EMPREGO NA INTERNET?

CANSADO DE PROCURAR VAGAS DE EMPREGO NA INTERNET?

Apoio: http://compre.vc/v2/760e75f4

Diariamente aparecem na internet centenas de sites e blogs prometendo ajudar você a encontrar o emprego dos seus sonhos. No entanto, a grande maioria dos sites existentes, tem processos demasiado complexos ou burocráticos, que exigem que você se cadastre ou que você page um plano mensal para conseguir visualizar as vagas disponíveis. No nosso site de Empregos no Brasil, você encontra diariamente dezenas de novas vagas, em todos os estados do Brasil, sem precisar se cadastrar, pagar ou fazer seja o que for. Você apenas precisa acessar a vaga que procura, e candidatar-se diretamente pelo formulário disponível nessa vaga. Sem perguntas, sem complicações, sem registros, nada!

Porque acreditamos que a procura de emprego deve ser facilitada a todos os brasileiros, e porque acreditamos que você tem o direito de encontrar o emprego dos seus sonhos, criámos uma plataforma de emprego simplista, onde você apenas vai encontrar dezenas de vagas de emprego diariamente, podendo candidatar-se imediatamente a todas elas, sem qualquer tipo de burocracia. Diariamente milhares de usuários procuram nosso site de empregos e enviam seus currículos para centenas de empresas anunciantes, e você deveria fazer o mesmo!

Ao acessar nosso site, você pode também subscrever a lista de emails para receber nossas dezenas de vagas diretamente na sua caixa de correio eletrônico, gratuitamente! Além disso, você pode seguir nosso perfil no Twitter para ser notificado na hora que uma vaga nova for publicada, ou curtir a nossa página do Facebook que tem já mais de 5000 usuários mobilizados para encontrar seu próximo emprego! Acesse agora e não procure nunca mais por emprego!

Por: www.empregosdobrasil.com

Sucesso em seus negócios,

19/03/2012 at 15:55 Deixe um comentário

DICAS PARA CONSEGUIR UM NOVO EMPREGO

vagas-emprego[1]

Você, que está procurando um novo emprego, não pode ficar fora dessa, né? Mas para conseguir uma boa vaga é preciso estar alinhado com o que o setor de Recursos Humanos valoriza nos profissionais. E nisso a gente pode ajudá-lo!

Confira essas 5 qualidades fundamentais, que atualmente fazem toda a diferença na hora de contratar alguém:

Educação

Capacitação é cada vez mais importante, e hoje é mais fácil concluir o ensino médio e o superior. Sendo formado, você tem mais chances de ser chamado para entrevistas. Se tiver pós-graduação, pode ser ainda melhor, desde que revele que você está fazendo para realmente acrescentar valor à carreira, e não apenas por precaução.

Estão vendo como a continuidade dos estudos é fundamental neste mundo tão dinâmico em que vivemos?

Experiência

A combinação de uma boa formação com experiência profissional é um grande diferencial!

Em muitos cargos, as empresas querem colaboradores que já tenham trabalhado na área em que atuam. Caso você tenha experiência, só que não na área em que você quer atuar, este trabalho, pelo menos, tem de ter ajudado no desenvolvimento da sua maturidade profissional.

Intercâmbio

O Brasil tem ficado mais em evidência, e experiência é sempre bem-vinda.

Não é à toa que o número de jovens que buscam intercâmbio aumenta a cada ano. Se você viaja muito com o intuito de aprender outra língua ou pelo aprendizado cultural, em geral, você ganha experiências importantes, não apenas porque aprendeu ou se aprimorou em outro idioma, o que ajuda muito na rotina de trabalho, mas porque teve de suportar pressões e lidou com situações que, frequentemente, surgem no dia a dia de uma empresa.

Redes Sociais

Este é um caminho sem volta. Mesmo que você não vá gerenciar a marca nessas mídias, se estiver conectado e atento às tendências e oportunidades que a era digital pode gerar, você ganha a atenção de quem contrata.

Além disso, manter o perfil atualizado nessas redes é essencial, além de cultivar um bom networking.

Valores

Essa questão nunca sai de moda e nunca vai sair. Não adianta você possuir todas as qualidades acima e não manter seus valores, que refletem em seu cotidiano e, consequentemente, em sua conduta na empresa.

Elegância no comportamento e honestidade sempre fazem a diferença! Se você tiver essas características, você pode ser destacado onde quer que esteja. Além de trazer benefícios para sua carreira, é claro!

E aí? Você já está preparado para começar o ano com tudo?

Só no nosso site há mais de 550 mil vagas neste começo de ano! E não vai parar por aí: a expectativa é de chegarmos a 600 mil oportunidades. Tudo de bom, não? Fique ligado porque agora é a sua hora!

Fonte: http://blog.curriculum.com.br/

Sucesso em seus negócios,

23/02/2012 at 10:47 Deixe um comentário

EMPREENDEDORES NÃO PRECISAM DE CURSO SUPERIOR

 

diploma

O início de um novo ano é o momento ideal de pensar nas realizações que poderão ser colocadas em prática nos próximos 12 meses e não se esquecer de sonhar grande! Os empreendedores agem dessa forma e se preparam para os desafios. Alguns buscam cursos, treinamentos e demais fontes de informação e educação de negócios, mas outros nem pensam em estudar.

A formação empreendedora tem estado em evidência nos últimos tempos e a tendência é continuar a ser foco das atenções de escolas de negócios, empresas e dos empreendedores. Mas há controvérsias. O jornal Valor Econômico recentemente publicou um artigo de Luke Johnson, colunista do Financial Times, sobre educação empreendedora, reproduzido a seguir na íntegra. O que você acha, os empreendedores precisam ou não de educação formal em negócios?

É isso aí.

Empreendedores não precisam das escolas de primeira linha, por Luke Johnson

Pessoas que venceram por seu próprio esforço muitas vezes dão mostras de encarar de forma incoerente o ensino superior. Embora tenham obtido sucesso sem ele, querem que seus filhos usufruam de toda a aprendizagem formal disponível. Mas será que um diploma é um ativo real para um aspirante a empreendedor?

Peter Thiel, o bilionário cofundador da PayPal, está convencido de que existe uma bolha na educação universitária americana. Ele considera que a crença, predominante na “intelligentsia”, na vantagem financeira oferecida por qualificações como um MSc (mestrado em ciências exatas), um PhD (doutorado) ou MBA (mestrado em administração de empresas) é irracional. O custo de uma formação acadêmica já vem disparando há anos, mas, até a recessão, poucos duvidavam de que o enorme investimento era uma ideia sensata.

Os pais quase se matam para pagar mensalidades de escolas particulares e o custo de faculdades de renome. Certificar-se de que os filhos tirem as melhores notas e ingressem nos cursos mais conceituados se tornou quase um artigo de fé religiosa entre os profissionais liberais. Nos Estados Unidos, as universidades de primeira linha, coletivamente conhecidas como Ivy League, como as de Harvard e Princeton, entre outras, cobram US$ 50 mil anuais. E devido à obstinação de dezenas de milhões de asiáticos, mais vagas nas cobiçadas universidades ocidentais estão sendo abocanhadas por estudantes chineses e indianos.

Minha atitude perante a educação formal é analogamente equivocada. Embora eu tenha recebido um grau de mestre de uma boa universidade, quase não o usei no meu trabalho. Talvez ele tenha me dado confiança e contatos – embora eu tenha certeza de que esses elementos poderiam ter sido adquiridos de outras formas. Foi certamente um período agradável – mas não as aulas expositivas, pois eu nunca as frequentei, nem as aulas práticas – eu as matei também.

A melhor experiência de meus três anos de Oxford foi inaugurar uma empresa, coisa que nada tinha a ver com meu diploma em fisiologia. Desconfio que muitos estudantes passam a maior parte do tempo bebendo, fazendo amor, dormindo até mais tarde, participando de protestos e assim por diante. Será que isso vale todo o tempo e o dinheiro investidos? A pergunta cabe principalmente agora, quando os alunos se formam endividados até o pescoço, ao mesmo tempo em que se defrontam com um número menor de empregos.

Fiz palestras em doze universidades no Reino Unido nos últimos meses, e em todas os bacharelandos estudam a possibilidade de formar empresas como alternativa às carreiras clássicas em direito, consultoria empresarial e mercado financeiro. Esse espírito empreendedor é uma notícia maravilhosa, mas duvido que as aulas os ajudem em seus empreendimentos. Por que passar anos esperando? O melhor treinamento é simplesmente sair e pôr a mão na massa.

A academia precisa de reformas. As universidades deveriam oferecer cursos mais práticos. As férias são longas e o contrato permanente de trabalho para os professores é um sistema tenebroso. Elas deveriam se desacostumar dos subsídios governamentais e se comprometer mais com o capitalismo. Os contribuintes deveriam receber um melhor retorno da pesquisa que financiam. A ampla criação de riqueza de instituições como Stanford e MIT mostra o caminho. Por outro lado, me preocupa o fato de que a tomada de decisões dentro de nossas torres de marfim evolua a passos de tartaruga.

Mesmo assim, muitos de nós continuam escravos do status que as instituições de ensino são capazes de conferir. Recentemente me tornei professor-visitante de empreendedorismo numa universidade de Londres – aceitei o honroso cargo em parte por vaidade. Da mesma forma, estive no programa “University Challenge” na BBC2, desesperadamente sem conseguir responder a maior parte das perguntas. Em última instância, sei que as universidades e a formação acadêmica têm importância vital, tanto econômica quanto culturalmente – e que a maioria dos professores faz um bom trabalho. Mas desconfio que a iminente depuração, por seleção natural, da educação superior pode ser um bem para todos.

Fonte: http://www.josedornelas.com.br

Sucesso em seus negócios,

06/02/2012 at 10:26 Deixe um comentário

10 DICAS PARA MUDAR SUA VIDA PROFISSIONAL EM 2012

Aproveite o Ano Novo para melhorar sua carreira de uma vez por todas ou mudar seu rumo profissional1. Organize seu ambiente
A bagunça é um convite à improdutividade. Comece o ano dando uma geral em casa e no escritório. Nem pense em fazer tudo em apenas um dia – você corre o risco de desistir no meio. A cada etapa, será um alívio jogar o lixo fora, doar o que está bom, mas fora de uso, mandar consertar o que for necessário.

Não esqueça a faxina virtual: delete os e-mails antigos e responda aos que estão pendentes. Tudo limpo? Providencie pastas e caixas com etiquetas para manter a ordem conquistada.

2. Planeje seu dia
Cansada de tanta correria, a comerciante Marcia Aiko Hasegawa, 38 anos, de São Paulo, elaborou um cronograma de compromissos diários que segue à risca. ”Hoje estudo, trabalho, faço exercícios e tenho maior disponibilidade para minha família. A qualidade de vida aumentou”, comemora.

Mãos à obra: planeje a semana no domingo, considerando as tarefas rotineiras e os extras (como a reunião da escola do filho). Atenção aos detalhes – se for lavar e secar o cabelo após a ginástica, contabilize. Reserve espaço para emergências e também para as boas surpresas. Se mora numa metrópole, compras por internet, uso de metrô e de serviços de motoboy economizam horas no trânsito; reservas no cinema ou em restaurantes reduzem os preciosos minutos perdidos nas filas.

3. Determine metas
Ter bem claros os objetivos que pretende alcançar a médio e a longo prazo ajuda a lidar com as responsabilidades diárias e a estipular prioridades. Além disso, evita gastos de energia desnecessários. Faça uma avaliação de suas prioridades e estabeleça metas profissionais e pessoais. Uma boa sugestão é anotá-las em uma folha de papel e deixá-la sempre à vista.

4. Aprimore seus conhecimentos
A fluência em duas línguas estrangeiras definiu o sucesso da esteticista e massoterapeuta Tainah Brochado Ranzeiro, 27 anos, de Brasília. ”Trabalho em um spa que recebe um grande número de pessoas de outros países e só consegui a vaga por falar inglês e espanhol. Hoje sou responsável por atender diplomatas, embaixadores e políticos de todo o mundo e ganho mais por isso”, diz.

Para crescer na carreira, descubra as competências indispensáveis e também o que pode ser um diferencial. Nem sempre um curso é o mais indicado. Algumas vezes, é melhor desenvolver comportamentos pró-ativos, como saber trabalhar em equipe. Verifique ainda se suas metas combinam com seus valores éticos e morais – quando não há conflitos internos, tudo deslancha melhor.

5. Prepare-se para ceder e arriscar
Quem foge de desafios, resiste a mudanças e não aceita a opinião alheia perde a chance de trocar experiências e ser mais criativa. Um ano realmente novo pede ideias flexíveis e inclui riscos. Eles dão medo, mas por outro lado combatem a estagnação. Disponha-se a ouvir e aproveitar sugestões, não se melindre com críticas e ouse mais. Ao ver a realidade por outros prismas, talvez dê menos importância a velhas questões e descubra potenciais inéditos.

6. Adote uma atitude otimista
Mesmo com grandes desafios pela frente, espere sempre pelo melhor resultado. Ser positiva é item fundamental para concretizar sonhos, atingir o sucesso em cada área da vida e encontrar a felicidade. Agir, pensar e viver com otimismo aumenta as chances de conquistar aquilo que se deseja. As atitudes refletem diretamente no desempenho no trabalho, na família e na vida pessoal.

7. Pratique a arte do convívio
Um exercício para criar harmonia em casa ou no trabalho: encare a convivência com as pessoas como se fosse uma orquestra. Você não toca sozinha, integra-se ao grupo. Ora um instrumento se destaca, ora outro. Às vezes, seu posto é de solista ou de general da banda; noutras, você vai mesmo carregar o piano. Raros momentos são uníssonos – é a diferença que faz a música. Saber escutar é quase tudo – a voz dos outros e também a do seu coração.

8. Troque sapos por estratégias
Quantas vezes você já fez algo de má vontade, sentindo-se obrigada e injustiçada? Ou deixou de se posicionar na hora certa para depois reclamar? Cuidado. Quem engole sapos demais é candidata à indigestão. O melhor modo de interromper esse ciclo não é explodir nem ficar quieta e adoecer de raiva.

A saída é montar novas estratégias: aprender a dizer não ou estabelecer condições para o sim, definir prioridades, delegar tarefas, negociar prazos, pedir ajuda quando necessário – e antes de ficar furiosa. Quem se sobrecarrega compromete o rendimento, o humor e acaba se prejudicando. Seja hábil e desarme essa armadilha.

9. Inclua o relaxamento na rotina
A paulistana Cecília de Almeida Kawall, 43 anos, adotou a estratégia e recomenda. ”Aos 40 anos, engravidei de gêmeos e a ioga me ajudou a ganhar serenidade e força para o parto. Gostei tanto que me aprofundei e acabei me tornando instrutora”, diz.

Assim como ela, você pode encontrar o seu método regular de combate à tensão e ao stress. Aulas de alongamento, tai chi chuan, massagens… Veja o que combina com sua personalidade e agenda. Caminhadas num parque ou à beira-mar são boas opções grátis. O importante é escolher algo que você possa fazer sempre e com prazer.

10. Elogie e agradeça
É essencial contar com os amigos e colegas, dar apoio a eles. Muita gente se esquece de dizer: ”Esse trabalho ficou muito bom” – mas esse reconhecimento é como uma injeção de energia pura para quem ouve. Da mesma forma, é preciso agradecer pelas gentilezas que nos fazem. Mesmo que seja um simples encontro para papear, diga ao seu amigo: ”Obrigada por ter vindo comigo”.

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/carreira-dinheiro/

Sucesso em seus negócios,

APOIO:

19/12/2011 at 10:26 Deixe um comentário

10 DICAS PARA ESCOLHER A CARREIRA CERTA

Carreira

Carreira

1- Relacione todas as profissões que existem na sua família.

2- Relacione as profissões que você um dia pensou em escolher. Analise quais foram os interesses que levaram você a escolher cada uma delas.

3- Escreva quais são os fatores que mais pesam na sua escolha profissional: influência da família, mercado de trabalho, questão financeira,etc…

4- Escreva de um lado as atividades que lhe dão prazer e do outro as que você tem que fazer por obrigação.

5- Relacione as características pessoais que você tem que ajudam no seu relacionamento interpessoal como: disposição, bom humor…

6- Escreva as suas habilidades em que você tem facilidade e gosta de executar: inglês, cálculo, computação…

7- Converse com profissionais da área que que você escolheu para converser a rotina de trabalho da profissão.

8- Planeje metas do que você deseja alcançar com a sua profissão.

9- Relacione quais as profissões que você admira.

10- Depois de fazer toda essa lista você terá se conhecido um pouco melhor e poderá refletir numa escolha de carreira com um pouco mais de segurança. Não fique na dúvida, procure conhecer mais cada profissão que lhe desperte e lembre-se que às vezes é melhor não perder tempo com coisas com as quais você não tem aptidão.

Fonte: http://www.mundovestibular.com.br

Sucesso em seus negócios,

APOIO:

 

 

11/12/2011 at 14:57 Deixe um comentário

10 DICAS PARA ELABORAR UM BOM CURRÍCULO


Por:
Jean Carvalho Silva

Primeiramente, o profissional deve refletir e definir sua trajetória profissional antes de elaborar seu currículo. Abaixo algumas dicas fundamentais para auxiliar na elaboração de um currículo atraente e competitivo. Com um currículo bem elaborado, será capaz de encantar os recrutadores.

1. Objetividade: O currículo deve ser breve, em poucas palavras explique seus objetivos, conhecimentos e experiências. Para iniciantes o ideal é um CV com uma página, e para os profissionais experientes duas páginas. Importante, inserir apenas informações relevantes, números de documentos como RG, CPF, CNH e Carteira de trabalho caiu em desuso, caso seja necessário será solicitado posteriormente no recrutamento e seleção.

2.  Ortografia: Atenção redobrada aos erros de ortografia e concordância, cuidado também com estrangeirismo e jargões.

3.  E-mail: Muito cuidado ao informar o e-mail pessoal como contato, principalmente o e-mail que irá utilizar para o envio do CV. Evite e-mails informais (exemplo: solteiro26@dominio.com, eusouocara@dominio.com, jacapower@dominio.com e etc.). Se necessário, crie um e-mail novo com aspecto profissional, específico para o envio de currículos (exemplo: joao.souza@dominio.com.br, br.josesilva@domino.com e etc.), garanta que a primeira impressão seja positiva.

4.  Sinceridade: Mentir? Jamais! São inaceitáveis informações que não condiz com a realidade, seja sincero e informe apenas o que pode ser comprovado, principalmente em conhecimentos técnicos e experiências profissionais.

5.  Organização: Seja organizado inclusive na elaboração de seu CV. Um currículo organizado facilita a leitura e compreensão das informações. Ao relatar as empresas em que trabalhou, opte inserir da atual para a última. Aquelas experiências antigas e fora do seu objetivo profissional não é necessário informá-las.

6.  Objetivo profissional: Dê ênfase nas informações relacionadas a seu objetivo profissional, valorize-as.

7.  Pretensão salarial: Evite especificar essa informação em seu CV, deixe para negociar no ato do recrutamento e seleção. Ao menos que na descrição da vaga exija como pré-requisito para candidatura a vaga.

8.  Sequência lógica: Manter uma estrutura lógica em seu currículo é fundamental, a mais indicada pelos profissionais da área é: Nome completo, dados pessoais, área de atuação (objetivo profissional), qualificações, formação acadêmica, formação complementar (cursos, especializações e palestras relevantes), idiomas e experiências profissionais.

9.  Formatação de texto: Cuidado com a formatação utilizada evite fontes informais e coloridas, opte pelo padrão Arial, Tahoma, Verdana ou Times New Roman e cor preta.

10.  Analise: Após elaborar o currículo, faça uma análise minuciosa das informações, da forma que foi estruturada, atenção aos erros de digitação, concordância e ortográfico. Importante, este documento deve estar claro, objetivo a ponto de qualquer pessoa que leia entenda e compreenda as informações e o principal, convencer e motivar o profissional responsável pelo recrutamento e seleção.

Pronto! Agora você tem em mãos um currículo capaz de abrir portas e oferecer uma boa recolocação profissional.

Sucesso em seus negócios,

15/10/2011 at 17:51 Deixe um comentário

Posts antigos


Mais Acessados

Desde 14/10/2011

Nuvem de Tags

acadêmico administracao agenda atitude b2b business carreira como elaborar cv computação em nuvem contato contatos corporativo corporativês curriculo curriculo vitae curriculum curso dicas dicionário doutorado empreendedorismo emprego empregos engenharia entrevista faculdade foco gentileza gestao glossário habilidades ideia jargão jargões lato sensu liderança líder mba mestrado metas metas para 2012 mão de obra negociar negociação negocios network networking objetivo paixao planejamento planejar pos-graduacao pretensão salarial problema produtividade produtivo produzir profissional profissionalizante profissão projeto rede de relacionamento redes sociais reflexão remoto salário solução stricto sensu sucesso trabalho turbine vagas vencedor vencer vitória