Posts tagged ‘gestao’

DICAS PARA APROVEITAR MELHOR SEU TEMPO

man-in-suit-looking-at-his-watch-thinkstock[1]

O mercado no séc. XXI exige total comprometimento do funcionário. Verificar caixa de e-mail pessoal, acessar sites de noticiários, utilizar programas de mensagens instantâneas, efetuar telefonemas particulares, sair para tomar um café, bater papo com o colega da sala ao lado, com dez paradas diárias como estas, pode perder entre 10 e 20% da produtividade.

Outro exemplo, o tal “casual day” ou “Dia Casual”, normalmente às sextas-feiras, as pessoas deixam seus trajes sociais e passam a se vestir e agir como da mesma forma. Estas são algumas das ações que podem ser observadas no cotidiano das empresas durante o expediente de trabalho. As atitudes destacadas acima são apontadas como alguns dos fatores que causam de desperdício de tempo no ambiente corporativo.

De acordo com o professor e psicólogo Newton Ferreira, especialista em RH possui larga experiência em Treinamento e Desenvolvimento de pessoas, e na implementação de projetos de consultoria bem sucedidos. Coordena e ministra cursos utilizando metodologias envolventes e participativas sobre variados temas, tendo já contribuído com o desenvolvimento de milhares de pessoas. “O tempo é um vilão para muitas pessoas. Posso falar com propriedade sobre equipes de vendas, que detestam controles, tais como agenda, relatórios de produtividade, análises de oportunidades e gestão do tempo”, argumenta.

Para Newton é preciso ter pessoas e recursos alinhados, para que tudo funcione. Um profissional que faz o uso de agenda tem apenas esta, como recurso para se organizar. “A agenda não retrata a realidade absoluta para gestão do tempo produtivo desta pessoa, até porque, note que nas anotações dos compromissos de cada um de nós, colocamos o que temos para fazer e não aquilo que verdadeiramente fazemos ao longo dia. Falo em termos de coisas como bate-papo com colegas, e-mails, atendimentos imprevistos para ajudar clientes, interrupções de outras pessoas e muito mais”, adverte.

Segundo o psicólogo os fatores mais importantes para conseguirmos administrar bem nosso tempo produtivo são:

  • Foco: é preciso definir aonde se quer chegar, ter metas diárias e definir uma agenda que tenha o conceito de classificação de nossas tarefas: urgente, crítico, normal.
  • Urgente: é tudo aquilo que é preciso fazer no mesmo dia.
  • Crítico: é tudo aquilo que precisa ser acompanhado de perto, podendo ser até uma pendência que está sendo tratada por você já há alguns dias.
  • Normal: é tudo aquilo que normalmente faz parte da agenda convencional.

O professor considera que elementos como a rotina, levam ao comodismo e à tentativa de manter sempre os mesmos resultados. “O mundo está em absoluta renovação, nos negócios e na vida; perder tempo é perder dinheiro, como diz o ditado. Menos resultados com menos tempo de vida”, enfatiza.

O especialista avalia que o mais correto seria educar-se ao tempo, estabelecendo metas. “Nada de desmarcar compromissos, dividir os objetivos por meio de estratégias e alternativas. Os projetos têm que acontecer em curto, médio e longo prazo. Sempre se focar nos resultados. Se o resultado for bom é que o planejamento está adequado”, defende.

Para concluir Newton Ferreira, acredita que ação, determinação, otimização, além de os momentos de lazer são fatores decisivos para a organização da vida profissional e pessoal. “Ser uma pessoa pró-ativa é ter iniciativa, controle do seu tempo e absoluta segurança do seu trabalho. Basta definir o que é qualidade de vida para você e sua família. Finalmente, mais um grande conselho: invista em coisas que o ajudarão a ser um melhor administrador e realizador”, completa.

Por Pollyanna Melo – www.administradores.com.br

Sucesso em seus negócios,

Anúncios

21/04/2012 at 21:16 Deixe um comentário

QUAL O MELHOR MOMENTO PARA FAZER MBA?

APESAR DE AUMENTO NA OFERTA, MBA DEVE SER ESCOLHIDO COM CUIDADO
Especialista afirma que alunos recém-graduados devem adquirir mais tempo de experiência antes de optar por esse tipo de curso

QUAL O MELHOR MOMENTO PARA FAZER MBA?

“Sugerimos que o candidato a MBA tenha de 3 a 5 anos de experiência no mercado de trabalho”, diz John Schulz, da Brazilian Business School (BBS)

A oferta de cursos de pós-graduação conhecidos como MBAs (Mestrado em Administração e Negócios, em inglês) é cada vez maior. Mas, de acordo com Armando Dalcoletto, secretário executivo da Associação Nacional de MBA (ANAMBA), é importante saber procurar um curso de qualidade em meio a tanta oferta. E, além disso, o candidato deve analisar se está no momento de carreira ideal para aproveitar bem esse tipo de formação.

“O primeiro item a ser considerado é em que estágio da carreira que o profissional está”, alerta John Schulz, sócio-fundador da Brazilian Business School (BBS). “Há pessoas recém-formadas que já querem fazer um MBA. Sugerimos que o candidato tenha de 3 a 5 anos de experiência.”

Caso o aluno não se encaixe nesse perfil, a escola faz uma entrevista e identifica o grau de maturidade e a experiência que ela possui. Se não estiver apto, é recomendado que ele busque cursos de pós-graduação mais simples.

Apesar de a média de idade dos alunos de MBA ter caído de 38 para 32 anos, esse curso continua tendo como objetivo principal atender profissionais que já possuem vários anos de experiência profissional.

Demanda qualificada
A exigência de maturidade profissional acontece em função do perfil especifico dos cursos. Os MBAs são pós-graduações com foco em negócios e tratam de temas genéricos para a formação de executivos e gerentes nas áreas da
administração, marketing, finanças e outras.

Mauricio Aquino, diretor corporativo da área de energia que fez um MBA Executivo, destaca a importância de se aliar a prática com a teoria. “Todo conhecimento adquirido está me ajudando na manutenção do meu cargo atual e contribuindo na busca de posições mais importantes. Já apliquei um pouco de cada disciplina que cursei no dia a dia de trabalho”, considera.

A ANAMBA lembra que muitos cursos não atendem à regulamentação do Ministério da Educação (MEC) nem respeitam a carga horária mínima de 360 horas. Foi justamente para impedir a proliferação de cursos de má qualidade que em 2004, ano em que os MBAs tomaram força no país, representantes de 12 escolas de negócios decidiram criar a associação. “A demanda é constante e o mercado de trabalho é muito competitivo, o que contribuiu para o aumento na procura e oferta”, analisa Schulz.

Dalcoletto destaca que, hoje, a ANAMBA confere selos de credenciamento aos cursos que seguem suas regras. “Para ser certificado um bom MBA deve ter 75% de seu tempo dedicado a uma série de assuntos que cubram gestão, marketing, finanças, ética, sustentabilidade e tecnologia de informação.” Ele reforça que o programa que não segue essa grade pode ser um excelente curso de pós-graduação, mas não deve ser considerado um MBA.

Entenda o MBA
Período: de 1 a 2 anos.
Indicado para: profissionais que pretendem se especializar em carreira gerencial e administrativa.
Momento: com experiência mínima de mercado que varia de 3 a 5 anos.
Exigências: ser graduado e ter experiência profissional, apresentar currículo para análise.
Conclusão: trabalho de conclusão que concilia teoria e estudos de casos reais.
Dicas: visite as escolas, assista às aulas, informe-se com outros alunos.
Informação: Para informações sobre qualidade dos cursos procure a Associação Nacional de MBA (ANAMBA).

Colaboração:
Clayton Assunção
Fonte: Econnomia IG

Sucesso em seus negócios,

APOIO:

 

21/10/2011 at 16:03 3 comentários


Desde 14/10/2011

  • 21,829 visitantes