Posts tagged ‘sucesso’

NETWORKING: CINCO DICAS PARA DESENVOLVÊ-LO

NETWORKING: CINCO DICAS PARA DESENVOLVÊ-LO

NETWORKING: CINCO DICAS PARA DESENVOLVÊ-LO

Autor: Caio Lauer

O chamado networking continua sendo uma das principais ferramentas para alavancar a carreira profissional. Criar, desenvolver e explorar a rede de contatos e relacionamentos empresarial auxilia bastante na busca de uma nova posição no mercado de trabalho, além de ser uma fonte rica de informações e sugestões sobre a área de atuação do profissional.

Para se ter uma ideia, segundo pesquisa realizada pela Catho Online – Pesquisa dos Executivos 2011– o networking é a maior fonte para conquistar um emprego. Dos 46.067 profissionais respondentes, 59,4% afirmam que a indicação de amigos foi a maneira para estarem em seus empregos atuais.

Conheça algumas dicas para desenvolver um networking eficaz e aumentar  as  chances de ser indicado para uma oportunidade de emprego:

1.Fontes:
Procurar  ex-empregadores, ex-colegas de trabalho, ex-formandos de turma, clientes, fornecedores, concorrentes, membros de associações de classe, amigos e parentes  é o caminho para formar a rede de relacionamentos.

2.Referências:
Pedir um feedback aos seus contatos mais próximos sobre a qualidade de seu currículo e sobre o modo como o está divulgando ajuda a identificar possíveis falhas e tornar a abordagem ainda mais assertiva.

3.Ampliação:
Para cada pessoa que contatar, peça o nome de alguém que possa oferecer sugestões de como encontrar um novo emprego. É indicado dizer que possui interesse em marcar uma reunião para conversar melhor e ouvir suas sugestões.

4.E-mail:
Ao abordar seus contatos por e-mail, tenha atenção especial na elaboração do texto. Procure enviar e-mails individuais e seja direto, destacando seu interesse em retornar ao mercado de trabalho ou conseguir uma nova colocação.

5.Abordagem:
É importante não exagerar na agressividade e “sair pedindo” um emprego, mas sim um conselho, deixando claro sua disponibilidade para novas oportunidades. Dessa forma, as pessoas se esforçarão para ajudar.

Um networking bem feito sempre traz bons resultados, independente do cargo ou área desejada. Manter uma imagem positiva perante ex-colegas de trabalho, de faculdade e até mesmo amigos e parentes pode fazer com que indicações de oportunidades apareçam de onde menos se espera.

Fonte: Networking: cinco dicas para desenvolvê-lo | Portal Carreira & Sucesso

Sucesso em seus negócios,

Anúncios

21/04/2012 at 21:05 Deixe um comentário

MODELO DE CURRÍCULO EM T.I

curiosidades-cv[1]
Apoio: http://compre.vc/v2/760e75f4

Para ter um currículo devidamente elaborado para a área de Tecnologia da Informação, é indicado que o profissional destaque sua experiência em ferramentas e linguagens técnicas, desenvolvimento de sistemas e aplicações, codificação de programas e implantação de projetos, desde aplicativos básicos aos específicos. Tais conhecimentos tornarão o currículo mais atrativo e focado na área de interesse.

Clique aqui e baixe um modelo de CV para esta área, e quando estiver pronto, não se esqueça de buscar oportunidades de vagas em TI aqui!

Fonte: http://www.catho.com.br

Sucesso em seus negócios,

21/04/2012 at 20:50 Deixe um comentário

EMPREGO: COMO VOLTAR AO MERCADO DE TRABALHO

iStock_000005150916XSmall[1]

A busca do emprego é difícil para todos, mas pode ser muito mais desafiadora para quem esteve afastado do mercado de trabalho.

Muitas vezes a causa é puro preconceito por parte dos empregadores. Conheço vários casos de pessoas que, mesmo qualificadas, encontram muita dificuldade para encontrar trabalho por alguma destas situações típicas e estereótipos tristemente comuns:

• Aposentado quer retornar ao mercado para complementar a renda da família

• Mulher quer voltar a trabalhar após separação •Mãe deseja voltar ao trabalho após os filhos chegarem à idade escolar

• Esposa precisa voltar a trabalhar para complementar renda familiar

• Funcionário demitido após décadas na mesma empresa precisa encontrar novo emprego

A lista poderia ser muito mais longa, mas os 5 exemplos acima são suficientes para dar a idéia.

formula_magica[1]

Não existem fórmulas mágicas

Quem nunca conheceu um caso desses? O fato é que o mercado é difícil para todos, mas o preconceito o torna bem mais difícil para diversas categorias, e infelizmente é fácil imaginar o responsável pela seleção pensando: “Esse cara estava parado todos esses anos, não sabe mais fazer nada, tem expectativas altas e vícios formados em seus empregos anteriores, por que eu o contrataria? Prefiro pegar alguém novo, que não se importe de ganhar o piso, e formar a pessoa desde o início”.

Como lidar com isso? Veremos a seguir.

NÃO EXISTEM FÓRMULAS MÁGICAS

Os exemplos acima não são casuais: da época em que me cabia a seleção de profissionais no meu trabalho, guardo a felicidade e o orgulho de ter selecionado pessoas em todas as categorias acima. Não por piedade ou espírito de inclusão social, mas simplesmente por não os ter removido forçadamente do processo seletivo, e no devido tempo acabar concluindo que eram os candidatos ideais para a função. E o tempo provou que eram mesmo.

Mas nem todo encarregado de seleções para emprego tem a mesma atitude, e quem está retornando ao mercado de trabalho precisa estar preparado para empregar muita atitude positiva no processo, buscando uma oportunidade de ficar frente a frente com o empregador e poder demonstrar a ele por que acredita ser a pessoa certa para a função.

Não existe uma fórmula mágica nem uma técnica infalível, mas eis alguns aspectos que você deve ter em mente:

• Atualize-se, e deixe claro que está atualizado.
Saiba o que se exige dos novos candidatos ao seu emprego, e consiga demonstrar que está apto a ter o mesmo desempenho que eles em todas as técnicas modernas. Uso de informática, técnicas de vendas, conhecimento do mercado… cada situação exige um conjunto de habilidades diferentes, que você precisa conhecer, dominar, e estar pronto para demonstrar.

• Enfatize o conhecimento, estabilidade e experiência.
O que você tem, que um candidato ao primeiro emprego pode não ter, é a experiência no ramo. Deixe isto claro, e procure colocar em destaque no seu currículo e entrevistas.

• Recicle sua experiência.
É possível que sua experiência do mercado e tecnologia de 3 ou 5 anos atrás não seja mais corrente. Se for o caso, procure reciclá-la e torná-la corrente. Estude por conta própria tanto quanto puder, se possível faça algum curso ou treinamento formal (o empregador sente-se muito mais seguro quando vê um diploma), obtenha uma certificação, ou faça o que for necessário para poder demonstrar que está por dentro.

• Procure seu antigo chefe e colegas: mesmo que não seja para um novo emprego a eles! Se você tinha bom relacionamento com eles, é possível que eles tenham condições de lhe indicar para alguma vaga, ou ficar de olho para o caso de algo surgir. Eles também podem ser boas fontes para você se informar sobre a situação atual do mercado, e o que mudou desde que você se ausentou.

• Avise seus amigos e familiares: ter uma rede de contatos é muito importante para conseguir um emprego. Os amigos, e os amigos dos amigos, podem ser uma grande fonte de informações sobre oportunidades, e podem servir como referência para você. Não há nenhuma razão objetiva para esconder que você está procurando emprego, e a maioria das razões que podem passar pela sua cabeça tendem a não ser condizentes com o seu objetivo principal de retornar ao mercado.

• Não tenha medo do trabalho temporário: Talvez você ainda esteja acostumado com o panorama do mercado de trabalho pré-globalização, quando um bom emprego era estável e para toda a vida, e um emprego de curta duração era visto como algo negativo, e até mesmo um obstáculo entre você e o emprego estável tão sonhado. Hoje tudo mudou, e um emprego temporário pode ser justamente o que você precisa para daqui a alguns meses não ser mais visto como alguém que está afastado há tempo do mercado de trabalho.

• Veja a situação pelos olhos do empregador: exceto nos casos de preconceito, é claro! É provável que boa parte da sua experiência não seja relevante para a vaga que está disponível agora, e assim você talvez tenha que aceitar ganhar menos do que acredita que vale. Isso faz parte do jogo, e é normal no mercado o empregador não dar tanto valor a declarações de experiência que não sejam recentes. Se você aceitar jogar o jogo pelas regras usuais, poderá ter oportunidade de mais tarde demonstrar a ele o seu verdadeiro valor, e reiniciar a ascenção na carreira. E ver pelos olhos dele facilita a construção da sua estratégia.

Mesmo com as considerações acima, é provável que não vá ser uma jornada fácil. Capriche na sua atitude, e esteja preparado para contra-argumentar com fatos objetivos contra quaisquer preocupações sobre seu tempo de afastamento do mercado que possam ser trazidas à baila em uma entrevista ou outra etapa do processo de seleção!

Fonte: http://www.efetividade.net

Sucesso em seus negócios,

26/03/2012 at 15:10 Deixe um comentário

10 COISAS QUE VOCÊ DEVE FAZER TODOS OS DIAS

10 COISAS QUE VOCÊ DEVE FAZER TODOS OS DIAS

Apoio: http://compre.vc/v2/760e75f4

Dentre tantas coisas há algumas que são fundamentais para uma boa imagem dentro de uma empresa

Por: Nelson Fukuyama

É claro que uma empresa se preocupa em contratar profissionais capacitados tecnicamente para ajudá-la a atingir seus objetivos. Esses profissionais, além de serem ótimos técnicos devem atentar para aspectos comportamentais importantíssimos, dentre outros, os destacados a seguir.

1- Esteja sempre bem apresentável
A primeira impressão é a que fica. Mas, depois é preciso manter a boa aparência no asseio, higiene, bom gosto ao vestir e comportamento adequado.

2- Seja agradável
Seja agradável com as pessoas de todos os níveis hierárquicos. Use sempre as palavras “bom dia” “boa tarde” “por favor” e “obrigado”.

3- Trabalhe em equipe
Ninguém é melhor do que ninguém. Todos são peças fundamentais dentro de uma empresa

4- Esteja sempre disponível
Uma empresa precisa que cada Colaborador seja realmente um colaborador.

5- Respeite os demais colegas
O seu sucesso depende também dos demais colegas. Trate a todos com o devido respeito.

6- Viva o DNA da Empresa
Certamente a sua empresa tem uma filosofia. Viva e dê continuidade a esse DNA da Empresa.

7- Trate bem a imagem da empresa
Ajude a levar uma imagem positiva da sua empresa à Comunidade em que atua. Trate com o devido respeite os clientes, fornecedores e terceiros com quem se relaciona no dia a dia.

8- Traga novidades para a empresa
Nada pior para uma empresa que ter colaboradores que não contribuem com nada em suas operações. Não passe uma imagem de que está na empresa apenas em função do salário que recebe sem adicionar nada novo e criativo.

9- Torça e vibre com o sucesso da sua empresa
Seja um torcedor de sua empresa da mesma maneira como você torce para um time de futebol preferido. Torça para que tudo corra bem, vibre com cada resultado.

10- Atenda o que a empresa espera de você
Não fique esperando e reclamando sobre o que a empresa faz ou deixa de fazer para você. É você que tem que colaborar com ela.

Fonte: http://www.dicasprofissionais.com.br/

Sucesso em seus negócios,

21/03/2012 at 15:59 Deixe um comentário

O QUE É UM PLANO DE NEGÓCIOS?

O QUE É UM PLANO DE NEGÓCIOS?

O QUE É UM PLANO DE NEGÓCIOS?

Apoio: http://compre.vc/v2/760e75f4

Por: Jean Carvalho Silva

O Plano de negócios ou Business Plan, também conhecido como Plano Empresarial é a segunda etapa de um empreendimento ou projeto. Qual seria a primeira?!

A primeira etapa é aquele sonho, aquela ideia inovadora, ou seja, um projeto ou empreendimento que você tem em mente e pretende colocá-lo em prática.

Um conceito importante e que deve ser compreendido de imediato é que independente da experiencia no segmento do empreendimento em questão, da formação acadêmica e qualificação profissional do empreendedor, este documento será um apoio impressindivel.

O plano de negócios é um documento que especifica um negócio, reunindo informações como: viabilidade técnica e operacional, riscos, ponto de vista estrutural, administrativo, financeiro, estratégico e mercadológico.

Importante! Este documento deve ser constantemente atualizado e não mantido fechado em uma gaveta. Considere uma ferramenta essencial e viva, pois muitas empresas não entendem a importancia e necessidade desse planejamento e consequentemente acabam fechando suas portas precocemente.

Podemos enumerar outras razões relevantes para elaboração de um plano de negócios:

– Atrair recursos financeiros (Linhas de créditos e/ou agência de fomento);
– Dar direcionamento na implantação do negócio (Plano de vôo para o negócio decolar);
– Validar a viabilidade de um conceito de negócio ou a ideia de um novo produto ou serviço;
– Mitigar riscos e a probalidade de morte precoce do empreendimento;
– Instrumento de comunicação com intuito de transmitir credibilidade a diferente públicos;
– Sensibilizar potenciais parceiros e investidores;
– Orientar o desenvolvimento das estratégias, operações e a equipe de gestão;
– Identificar melhor o público alvo, mercado, clientes e as estratégias;

Com base nos conceitos citados acima, podemos entender que o plano de negócios nada mais é de um documento com uma série de questões a serem respondidados pelo empreendedor, abaixo um modelo sintético para auxiliar na elaboração:

Se o empreendedor foi capaz de responder satisfatoriamente a todas as questões de grande importancia de seu projeto certamente estará mais preparado para enfrentar as ameaças do mercado e consequentemente para aproveitar as oportunidades.

Podemos finalizar dizendo que o conhecimento do projeto por si só não é a garantia de sucesso mas, sem dúvida, representa um passo muito grande e importante na implantação do empreendimento.

Sucesso em seus negócios,

24/02/2012 at 15:54 2 comentários

DICAS PARA CONSEGUIR UM NOVO EMPREGO

vagas-emprego[1]

Você, que está procurando um novo emprego, não pode ficar fora dessa, né? Mas para conseguir uma boa vaga é preciso estar alinhado com o que o setor de Recursos Humanos valoriza nos profissionais. E nisso a gente pode ajudá-lo!

Confira essas 5 qualidades fundamentais, que atualmente fazem toda a diferença na hora de contratar alguém:

Educação

Capacitação é cada vez mais importante, e hoje é mais fácil concluir o ensino médio e o superior. Sendo formado, você tem mais chances de ser chamado para entrevistas. Se tiver pós-graduação, pode ser ainda melhor, desde que revele que você está fazendo para realmente acrescentar valor à carreira, e não apenas por precaução.

Estão vendo como a continuidade dos estudos é fundamental neste mundo tão dinâmico em que vivemos?

Experiência

A combinação de uma boa formação com experiência profissional é um grande diferencial!

Em muitos cargos, as empresas querem colaboradores que já tenham trabalhado na área em que atuam. Caso você tenha experiência, só que não na área em que você quer atuar, este trabalho, pelo menos, tem de ter ajudado no desenvolvimento da sua maturidade profissional.

Intercâmbio

O Brasil tem ficado mais em evidência, e experiência é sempre bem-vinda.

Não é à toa que o número de jovens que buscam intercâmbio aumenta a cada ano. Se você viaja muito com o intuito de aprender outra língua ou pelo aprendizado cultural, em geral, você ganha experiências importantes, não apenas porque aprendeu ou se aprimorou em outro idioma, o que ajuda muito na rotina de trabalho, mas porque teve de suportar pressões e lidou com situações que, frequentemente, surgem no dia a dia de uma empresa.

Redes Sociais

Este é um caminho sem volta. Mesmo que você não vá gerenciar a marca nessas mídias, se estiver conectado e atento às tendências e oportunidades que a era digital pode gerar, você ganha a atenção de quem contrata.

Além disso, manter o perfil atualizado nessas redes é essencial, além de cultivar um bom networking.

Valores

Essa questão nunca sai de moda e nunca vai sair. Não adianta você possuir todas as qualidades acima e não manter seus valores, que refletem em seu cotidiano e, consequentemente, em sua conduta na empresa.

Elegância no comportamento e honestidade sempre fazem a diferença! Se você tiver essas características, você pode ser destacado onde quer que esteja. Além de trazer benefícios para sua carreira, é claro!

E aí? Você já está preparado para começar o ano com tudo?

Só no nosso site há mais de 550 mil vagas neste começo de ano! E não vai parar por aí: a expectativa é de chegarmos a 600 mil oportunidades. Tudo de bom, não? Fique ligado porque agora é a sua hora!

Fonte: http://blog.curriculum.com.br/

Sucesso em seus negócios,

23/02/2012 at 10:47 Deixe um comentário

AO DESENVOLVER COMPETÊNCIAS, TCC PODE DAR UM IMPULSO NA CARREIRA

O mercado de trabalho está, sim, cada vez mais competitivo. Profissionais com experiência, com cursos de especialização, MBAs, línguas, vivência internacional, trabalho voluntário, mestrado profissionalizante… Percebe-se, então, que a carreira deve começar o mais cedo possível e, por que não ainda na faculdade, desenvolvendo um TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) que pode diferenciá-lo lá na frente?

COMO-ELSABORSAR-UM-TCC-001[1]

 

De acordo com o diretor-geral da Trabalhando.com, Renato Grinberg, o TCC pode ajudar de diferentes formas, mas é mais interessante desenvolver um tema que tenha aplicabilidade no mundo profissional. A professora doutora da PUC-SP, Nena Gerusa Cei, também recomenda que o tema escolhido “esteja adequado ao ramo que se pretende trabalhar”.

Mas, na prática, como esse trabalho, normalmente feito no último ano da faculdade, pode ajudar o profissional? Grinberg explica que o TCC permite que o estudante desenvolva diversas competências. “No TCC a pessoa trabalha com diversos fatores, como o trabalho em grupo, a pesquisa, o dead line, o trabalho sob pressão”, diz Grinberg, ressaltando que são elementos valorizados por todas as empresas.

O diferencial
Essas competências serão um diferencial, sobretudo para aqueles que não têm experiência profissional. Tendo se dedicado ao TCC o estudante consegue falar em uma entrevista de emprego sobre as competências que desenvolveu durante o projeto, os desafios que enfrentou e como lidou com eles, e o que aprendeu com o tema.

Para os que já estão no mercado de trabalho, o aproveitamento pode ser ainda maior. Grinberg sugere que o tema do TCC seja baseado em algum problema da área de atuação, no sentido de encontrar uma resposta ou solução. “É interessante optar por um estudo de caso concreto, que ele queira solucionar”, concorda Nena.

Mas não esqueça que o assunto do TCC deve ser atraente para o aluno. “É muito difícil fazer um bom trabalho se o estudante não tiver interesse no assunto”, observa Nena. Outra recomendação é apresentar a ideia que pretende desenvolver para algum profissional com mais experiência, como o gestor da sua área, por exemplo. Ele pode, inclusive, mostrar um caminho que você não havia pensado, algo ainda mais interessante.

Nena ainda ressalta que o TCC ajuda os estudantes a se aprofundar em um determinado assunto, e é exatamente por isso que se deve escolher um tema relacionado a sua área de atuação. Na prática, se um aluno de administração que optou por seguir na área de supply chain, ao desenvolver um TCC baseado em uma questão desse segmento, estará complementando sua formação.

Dependendo do estudo de caso e dos resultados, a própria empresa pode querer utilizar a pesquisa. Caso tenha descoberto algum padrão interessante no comportamento dos consumidores, e isso de alguma forma possa influenciar uma ação de marketing, as empresas podem valorizar a produção do aluno.

Na maioria das áreas essa lógica se aplica. É possível discutir no TCC a parte tributária da empresa em que atua, ou mesmo a criação de um pequeno negócio, e, de fato, criá-lo. Porém, para qualquer caso, é importante, antes de escolher o tema, se certificar que terá acesso aos dados que pretende manipular, sejam informações específicas, fontes que possa falar sobre o tema, dados ou documentos.

Grinberg finaliza afirmando que os estudantes não precisam ficar tão preocupados com um tema absolutamente genial ou que se propõe a solucionar uma questão de um milhão de dólares. O mais importante serão as competências desenvolvidas ao longo da pesquisa, que são aplicáveis a qualquer tipo de emprego e valorizadas por todos empregadores. O empenho, a dedicação, a pesquisa, a busca por dados e o trabalho em equipe, por exemplo.

Fonte: http://www.trabalhando.com e Infomoney

Sucesso em seus negócios,

11/02/2012 at 13:04 Deixe um comentário

Posts antigos


Desde 14/10/2011

  • 21,829 visitantes